Como captar água da chuva em Condomínios: Descubra agora qual o Investimento necessário

Tempo de leitura: 10 minutos

Como captar água da chuva em condomínios? Descubra nesse artigo qual o Investimento necessário para deixar o sistema funcionando.

Neste artigo, ensinaremos as melhores opções para que você determine como captar água da chuva no seu condomínio, além de falar sobre seus componentes principais e as razões pelas quais a captação dessa água é importante.

Sabe-se que o uso racional da água se tornou demanda crescente nos últimos anos devido à crise de abastecimento e aos altos valores cobrados pelo fornecimento de água tratada.

Dessa forma, cabe aos condôminos e ao síndico encontrar urgentemente alternativas que propiciem a redução da conta de água, além de adotar processos e práticas mais sustentáveis no empreendimento.

Dentro de tais práticas que podem ser utilizadas, destacamos, neste artigo, a captação e o reaproveitamento de água da chuva. Vamos conferir?

Por que captar água da chuva?

A captação tem como principais finalidades a redução da dependência de água potável (fornecida pela concessionária da sua cidade) e a diminuição do valor da sua conta de água (chegando a até 50% de redução do custo).

Além disso, a atual crise hídrica pela qual passa o Brasil (agravada principalmente a partir de 2014) reforça a necessidade de adotar medidas mais ecológicas ao lidar com um recurso natural tão precioso e cada vez mais escasso.

Para se ter uma ideia, a crise é tão grave que o Senado brasileiro decidiu, no ano de 2017, incluir, na Política Nacional de Recursos Hídricos (Lei 9.433/1997), a captação, a preservação e o aproveitamento das águas pluviais por meio de uma lei específica.

Muitos municípios brasileiros, entendendo também a gravidade do problema, aprovaram suas próprias leis e iniciaram ações locais com o objetivo de implementar sistemas de captação e armazenamento de água da chuva.

Sabe-se que, com o desmatamento e a intensificação da demanda por água potável, a distribuição tem sido comprometida, sobretudo no Sudeste e no Nordeste, onde não há tantas bacias hidrográficas (principalmente em comparação à região Norte), apesar de serem regiões muito populosas.

Portanto, além de economizar água, captar água da chuva é uma atitude indispensável para ajudar o meio ambiente e, inclusive, é considerada uma medida preventiva contra o problema das enchentes nas grandes cidades, já que reduz a quantidade de água que chega aos rios, lagos e sistemas públicos de escoamento, evitando que transbordem.

Onde podemos ou não utilizar a água da chuva?

Não podemos utilizar a água da chuva para qualquer demanda potável, como:

  • lavagem de roupas;
  • higienização e preparo de alimentos;
  • banho;
  • consumo.

Lembre-se de que ferver a água da chuva não é eficiente para torná-la potável, porque, apesar de esse processo eliminar os micro-organismos, ainda sobram os resíduos químicos.

Esses resíduos são provenientes, principalmente, da poluição e da sujeira presentes nas calhas dos telhados das grandes cidades e zonas industriais.

No caso de cidades menores e livres de poluição, a água proveniente da chuva não terá as mesmas substâncias nocivas e poderá vir a ser consumida após o tratamento.

Em caso de dúvidas sobre a qualidade e o pH da água da chuva de sua região, o ideal é encomendar uma análise, a ser realizada a partir da coleta de amostras.

Assim, será possível determinar se essa água terá condições de vir a ser consumida por seres humanos (após um processo de filtragem adequado que a tornará potável).

No entanto, podemos utilizar a água de chuva em demandas não potáveis, como:

  • rega de jardim;
  • lavagem de pisos e áreas externas;
  • lavagem de carro;
  • descargas de vasos sanitários.

Tais utilizações são ideais já que a água não entrará em contato com o nosso organismo, evitando que substâncias potencialmente nocivas interfiram em nossa saúde e bem-estar.

Dessa forma, não são necessárias análises da água e o processo torna-se mais simples e menos custoso.

Quais são os benefícios de captar água da chuva?

Listamos aqui uma série de benefícios da captação de água da chuva em condomínios. Confira!

Mas como captar a água da chuva é possível, afinal?

O meio ambiente tem sofrido diversas alterações nas décadas recentes, e muitas delas não são nem um pouco positivas, seja para a preservação do ecossistema, seja para a nossa sobrevivência.

Por isso, é interessante tomar algumas providências a fim de amenizar eventuais transtornos, e uma delas é saber como captar água da chuva em condomínios.

A instalação desse sistema pode trazer ótimos resultados, principalmente, se for somada a práticas de economia, como tomar banhos com uma duração menor e adotar o reaproveitamento de água. Veja só!

Entenda o que é uma cisterna

Com certeza, você já ouviu a palavra “cisterna“, certo? Pois bem, é hora de entender para que ela serve. A cisterna é um dos melhores sistemas para captar água da chuva, além de ser ideal para condomínios e residências.

Sua estrutura consiste em um reservatório que armazena a água e possibilita que ela seja reutilizada para o uso doméstico. Sua instalação é muito simples e de custo acessível, sendo esse mais um motivo incrível para investir nessa ideia.

Veja como captar água da chuva através de um vaso

Na maior parte dos condomínios já existe uma caixa de retenção de águas pluviais.

Essa caixa de retenção é obrigatória, em algumas cidades, para minimizar os riscos de enchentes e alagamentos.

O que fazemos é utilizar essa água para demandas externas não potáveis dentro do condomínio, como lavagem de piso e rega de jardim.

O investimento é muito baixo.

Entre em contato com nosso engenheiro e solicite uma visita técnica agora. Clique aqui.

como captar agua da chuva

Veja como captar água da chuva com a cisterna

A cisterna é composta não só por um grande reservatório de armazenamento, mas também por calhas e um filtro, que são responsáveis por recolher a água da chuva e eliminar todo tipo de impurezas que, porventura, também sejam captadas.

Para completar o sistema, um freio d’água evita turbulências dentro da cisterna, não permitindo que resquícios indesejados acabem se movimentando e subindo para o topo.

É importante relembrar que essa água não é considerada potável, visto que não terá recebido o tratamento correto para se tornar apropriada para consumo.

Porém, ela ainda é ideal para ser usada na limpeza de áreas externas, como quintais, varandas e calçadas, na rega do jardim e, até mesmo, na lavagem de veículos. Algumas pessoas também têm o hábito de reutilizar essa água para as descargas no vaso sanitário.

Antes de tomar qualquer providência a respeito dessa instalação, o ideal é conversar com o síndico e os demais moradores do seu condomínio, de modo que seja feita a contratação de profissionais especializados. Assim, muitos transtornos poderão ser evitados.

Quais os tipos de cisterna e onde utilizar cada um?

No mercado, existem vários tipos de sistemas de captação de água de chuva, sendo o principal deles as cisternas. Algumas delas podem ser maiores e verticais, com capacidade de 600 até 1.050 litros em média. Outras são menores, com capacidade de 97 até 150 litros em média.

É interessante ressaltar que elas também se ajustam às necessidades de um condomínio, que geralmente necessita de maior capacidade, podendo captar até 16 mil litros de água.

As cisternas maiores são ideais para captação de grandes quantidades de água da chuva, podendo tanto ser instaladas sobre o piso quanto enterradas, dependendo da verba e do espaço disponível.

A opção enterrada tem a vantagem de não receber luz solar diretamente, o que evita a proliferação de micro-organismos, como algas e fungos.

As cisternas menores podem ser instaladas diretamente sob as calhas dos telhados para captação das águas pluviais, podendo, inclusive, ser acopladas umas às outras para aumentar a capacidade de armazenamento.

É possível também instalar uma mini cisterna dentro de uma residência, visando a captar a água de eletrodomésticos, como a geladeira ou a máquina de lavar roupas.

Descubra algumas vantagens sobre a captação de água da chuva

reuso da água tem como principal benefício a economia, é claro. Pagar um valor acessível é de interesse de todos os condôminos. Com a cisterna, a conta, ao final do mês, apresentará um valor até 50% mais baixo.

Além disso, a sustentabilidade está em alta, mais do que nunca. Demonstrar atitudes ecologicamente responsáveis pode, até mesmo, inspirar outros vizinhos a fazer o mesmo, gerando um ciclo importantíssimo de conscientização.

Outra vantagem é o design moderno e o material durável de que são feitas as cisternas, para suportar a ação do tempo e dos fenômenos naturais.

Tenha cuidados com a manutenção do sistema

Não adianta se dedicar a uma atitude sustentável se ela não for mantida da maneira correta. Por isso, alguns cuidados são essenciais para garantir o bom funcionamento do sistema da cisterna e a captação de um apropriado volume de água.

Para tanto, é necessária a limpeza periódica de calhas e do reservatório. Por ficarem expostos, eles podem ter contato com animais e sujeira. Em alguns casos, o profissional que fará a instalação terá que mexer na estrutura dos encanamentos, então, contrate alguém de extrema confiança para garantir um serviço bem-feito.

O síndico deverá incluir, nas atividades dos funcionários do condomínio, a checagem periódica das condições das cisternas. Dependendo do material, elas podem apresentar irregularidades com o tempo e precisarão ser trocadas.

Outro cuidado fundamental é o de manter a cisterna bem fechada e sempre utilizar uma solução de cloro para a desinfecção da água, já que o local também é bastante propício para a procriação do mosquito Aedes Aegypti, famoso por transmitir doenças, como a dengue e a chikungunya.

Se você gostou deste artigo e quer saber ainda mais sobre sistemas ecológicos para captação da água da chuva, principalmente para uso em descargas, confira agora mesmo o nosso post sobre a utilização de água da chuva em vasos sanitários.

Nele, falamos mais sobre um projeto completo de captação residencial, bem como sobre sua implementação prática.

Essas informações com certeza serão de grande utilidade na sua pesquisa sobre instalação de um sistema para captar água da chuva no seu condomínio ou residência.

 

UseAguadeChuva - Captacao de Água da Chuva em Condomínios - Descubra agora qual o Investimento Necessário

UseAguadeChuva - Entre em contato