Entenda como estimar os custos de uma reforma

Tempo de leitura: 4 minutos

Custos de reforma, toda reforma precisa ser planejada, o que é um dos requisitos essenciais para que o projeto seja executado com perfeição.

A falta de planejamento com os custos é o que leva a gastos excessivos de tempo e de dinheiro.

Por isso, antes de qualquer coisa, pense com calma e coloque no papel tudo o que o seu projeto de reforma vai requerer, pesquise referências e calcule as despesas.

Saiba mais como você poderá fazer isso e entenda como estimar os custos de uma reforma.

Calcule certo os custos de reforma

Quem trabalha com reformas e construção, certamente já ouviu a pergunta de clientes: quanto precisarei gastar na minha reforma? Essa é sempre a preocupação principal ao se contratar um profissional para projetos prediais.

Os custos unitários básicos de uma construção, denominados CUB/m², são hipóteses feitas para calcular o custo pelo metro quadrado de um projeto em condições e locais diferentes. Esse cálculo é feito seguindo algumas diretrizes que servem para estabelecer uma estimativa de preços.

Para fazer tal cálculo de custos, é preciso planejamento sobre as seguintes ações:

  • detalhar o valor de gastos com materiais;
  • incluir o valor de pagamento da mão de obra;
  • criar um cronograma de atividades e anexá-lo ao orçamento da obra;
  • pesquisar fornecedores para comprar materiais pelo menor preço;
  • criar um orçamento de emergência, tendo em mente imprevistos na obra.

Por isso, o melhor é seguir algumas dicas que podem ajudar a não haver desperdícios, como as seguintes.

Planeje a reforma para evitar modificações depois que a obra já tiver começado

Sem planejamento, qualquer obra pode vir a ter problemas e não atingir os objetivos.

Muitas vezes, por incrível que pareça, as pessoas compram materiais, como tintas e outros, sem ter ideia de quais cômodos precisarão ser reformados nem sobre o tamanho desses espaços.

Por isso, é importante refletir com calma sobre o que precisará ser feito, realizar as medições de cada cômodo, colocar no papel e analisar todos os objetivos do projeto.

Faça a divisão do projeto por etapas

Faça um cronograma para definir as etapas do projeto que você quer executar. Por exemplo: para apartamentos, o ideal é definir as etapas por cômodo. Primeiro planeje um quarto, depois o outro e, finalmente, o banheiro.

Depois, discrimine tudo o que precisará ser feito. Esse tipo de planejamento ajuda a preparar o orçamento de todo o material necessário para a obra.

Procure um profissional capacitado

Definir o escopo e o cronograma de uma obra requer conhecimentos no assunto, pois são questões complexas para conciliar com os compromissos com filhos, com a casa e com o trabalho.

Assim, é altamente recomendável contratar um profissional, como um engenheiro ou arquiteto, para ajudá-lo.

Faça uma pesquisa de custos de material e de mão de obra

Planejar uma reforma requer também saber sobre custos com materiais e mão de obra. Esse tipo de pesquisa pode ser realizado com a ajuda de um profissional em lojas de material de construção ou pela internet.

Segundo o proprietário da Acabamento Perfeito, para colocar um piso de porcelanato, por exemplo, a mão de obra pode custar pelo menos 20% a mais que a instalação de um piso cerâmico, visto que para o primeiro a instalação necessita de habilidade mais complexa.

Contrate mão de obra de confiança

A qualidade do serviço é primordial. Conheça, se possível, os trabalhos que cada profissional realizou previamente, antes de contratar a mão de obra. Consulte arquitetos, engenheiros ou decoradores, visto que eles sempre conhecem pessoas que são de confiança.

Preços acessíveis devem ser sempre a prioridade ao calcular custos de reforma. Ter o controle de gastos e de preços é muito importante. Por isso, ao calcular os valores, nunca esqueça do principal: o planejamento e o orçamento.

Pesquise mão de obra de qualidade e contrate profissionais com experiência em fazer um bom serviço, mas que cobrem um valor mais em conta. Dessa forma, o seu projeto será um sucesso.

Quais são as dificuldades na reforma da sua casa? Conte para nós!