4 dicas infalíveis para planejar uma reforma

Tempo de leitura: 3 minutos

Reformar a casa nem sempre é uma tarefa aprazível, o que não significa que a obra precisa ser um martírio sem fim. Ao planejar uma reforma de maneira eficiente, todo o processo fica mais tranquilo.

Escolher os profissionais, comprar o material, criar um cronograma: todas essas etapas são importantes para que você não perca tempo e dinheiro ao reformar o seu espaço.

Pensando em te ajudar, montamos este post especial com 4 dicas infalíveis para planejar uma reforma.

1. Defina com clareza o motivo da reforma

Parece algo óbvio, mas, muitas vezes, uma reforma acaba demorando mais do que deveria porque o escopo da obra não foi bem pensado.

Utilize sua motivação inicial de realizar o empreendimento para buscar referências do que você tem em mente e crie um registro de todas as suas ideias.

Depois de toda a pesquisa, veja o que cabe ser feito nesse cenário. Por exemplo, se a sua ideia é reformar o lavabo, algumas questões precisam ser bem definidas: será preciso mexer no encanamento? Qual o tipo de piso você quer para o espaço?

Cada reforma tem as suas peculiaridades, mas o importante é prever tudo que você quer fazer para, a partir daí, seguir adiante. Sem uma ideia muito clara, o empreendimento pode entrar pelo cano.

2. Busque ajuda de um profissional para seguir adiante

Se você não é arquiteta ou engenheira, a partir daqui, o melhor a fazer é buscar um profissional para lhe ajudar nas próximas etapas.

Você já definiu o que deseja fazer com a reforma, agora é preciso planejar o projeto com um bom cronograma. Trabalhar em forma de etapas pode ser o ideal, ainda mais para obras maiores que abrangem, diversos cômodos.

O IBDA (Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Arquitetura) fez um levantamento mostrando que o custo de um profissional pode deve ser de apenas 5% do valor total da obra.

Contudo, é importante ver isso não como uma despesa, e sim como um investimento. Afinal, contratar um profissional trará mais confiança para que tudo corra da melhor maneira possível.

3. Pesquise cuidadosamente os custos necessários

Antes de começar a executar qualquer reforma, é preciso pesquisar muito sobre o custo com os materiais necessários, bem como com a mão de obra.

Se você contratou um arquiteto para ajudar no planejamento, ele mesmo poderá fazer a pesquisa. De qualquer forma, é sempre bom dar uma olhada por conta própria para ter um contraponto.

Caso você não tenha tempo para ir até lojas de materiais de construção, existem diversos sites que podem auxiliar você a fazer a pesquisa sem sair de casa.

Um erro comum durante uma reforma é o orçamento ser extrapolado, pois o custo com a mão de obra não foi bem calculado. Não pense que apenas um pedreiro conseguirá lidar com todas as atribuições do empreendimento — você pode até achar quem faça, mas isso não é sinônimo de qualidade.

Tente entender todas as etapas da reforma para saber os profissionais que você precisa contratar: pedreiro, ajudante, eletricista, pintor, alguém para instalar os revestimentos e assim por diante. Se você tem dúvidas sobre essas questões, novamente, não hesite em procurar um profissional.

4. Fique atento ao orçamento

Com um bom planejamento e pesquisa dos custos você terá uma boa noção de quanto gastará na reforma.

Avalie a sua situação financeira antes de dar início à reforma. Por mais que você tenha planejado, o orçamento da reforma pode sofrer ajustes, principalmente no caso de grandes obras.

Ao quebrar uma parede, ou mexer no telhado, por exemplo, é possível que alguns imprevistos estruturais apareçam e tragam mais despesas.

O ideal é que você se comprometa de forma consciente com a reforma. Analise se a obra cabe no seu gasto mensal, ou se é possível pagar a médio prazo sem comprometer outros projetos que você tem pela frente.

Seguindo essas dicas simples para planejar uma reforma, as chances do processo ser menos estressante são bem maiores. Se você gostou das nossas dicas, curta nossa página no Facebook para ter acesso a mais conteúdo como este.

captação água da chuva custo